Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

A maioria das pessoas em risco de pobreza residiam nas regiões Norte e Centro
Rendimento e Condições de Vida
A maioria das pessoas em risco de pobreza residiam nas regiões Norte e Centro
07 de maio de 2019

Resumo

Os resultados definitivos do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento (EU-SILC), realizado em 2018 sobre rendimentos do ano anterior, indicam que a mediana dos rendimentos monetários líquidos equivalentes em Portugal foi 9 346 euros em 2017, o que corresponde a um limiar de pobreza de 5 607 euros anuais (467 euros por mês). Estes resultados confirmam que 17,3% dos residentes (1 777 mil pessoas) estavam em risco de pobreza em 2017.
Apesar de os residentes nas regiões autónomas estarem mais expostos ao risco de pobreza (31,6% nos Açores e 27,5% na Madeira), a maioria das pessoas em risco de pobreza viviam em 2017 nas regiões Norte (664 mil) e Centro (415 mil).
Os resultados definitivos do inquérito confirmam uma distribuição dos rendimentos fortemente assimétrica, com um Coeficiente de Gini em torno dos 32% para a maioria das regiões, excetuando-se a região do Alentejo como menos desigual (28,9%) e a Região Autónoma dos Açores com o Coeficiente mais elevado (37,9%).


Texto integral do Destaque
Download do documento PDF (246 Kb)
Quadros do Destaque
Excel Excel (68 Kb)
ZIP CSV (10 Kb)