Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

A taxa de desemprego manteve-se em 6,7% no 4.º trimestre e diminuiu para 7,0% em 2018
Estatísticas do Emprego
A taxa de desemprego manteve-se em 6,7% no 4.º trimestre e diminuiu para 7,0% em 2018 - 4.º Trimestre de 2018
06 de fevereiro de 2019

Resumo

No 4.º trimestre de 2018
A taxa de desemprego foi 6,7%, igual à do trimestre anterior e inferior em 1,4 pontos percentuais (p.p.) à do trimestre homólogo de 2017. Aquele valor continua a corresponder à taxa mais baixa da série iniciada no 1.º trimestre de 2011.
A população desempregada, estimada em 349,1 mil pessoas, diminuiu 1,0% (3,6 mil) em relação ao trimestre anterior, retomando os decréscimos trimestrais observados desde o 2.º trimestre de 2016 e interrompidos no trimestre anterior, e 17,3% (72,9 mil) em relação ao trimestre homólogo de 2017.
A população empregada, 4 883,0 mil pessoas, diminuiu 0,4% (19,8 mil) em relação ao trimestre anterior e aumentou 1,6% (78,1 mil) em relação ao homólogo.
A taxa de desemprego de jovens (15 a 24 anos) situou-se em 19,9%, menos 0,1 p.p. e 3,6 p.p., respetivamente, que nos trimestres anterior e homólogo. A proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) foi 47,8%, menos 2,2 p.p. e 6,3 p.p., respetivamente, que nos trimestres anterior e homólogo.

Em 2018
A taxa de desemprego foi 7,0%, tendo diminuído 1,9 p.p. relativamente a 2017.
A população desempregada, 365,9 mil pessoas, diminuiu 20,9% (96,9 mil) em relação ao ano anterior, enquanto a população empregada, 4 866,7 mil pessoas, aumentou 2,3% (110,1 mil).
A taxa de desemprego de jovens (15 a 24 anos) situou-se em 20,3%, 3,6 p.p. abaixo do estimado para o ano anterior. A proporção de desempregados de longa duração foi 51,1%, tendo diminuído 6,4 p.p. em relação ao ano transato.
A taxa de subutilização do trabalho foi 13,7%, 2,8 p.p. abaixa da do ano transato, correspondendo ao valor mais baixo da série iniciada em 2011.
Dos jovens dos 15 aos 34 anos residentes em Portugal, 9,9% não tinham emprego nem estavam a estudar ou em formação (218,2 mil), uma percentagem que diminuiu 1,3 p.p. (33,1 mil) em relação a 2017.
Os três indicadores Europa 2020 – taxa de emprego dos 20 aos 64 anos, taxa de abandono precoce de educação e formação e taxa de escolaridade do ensino superior – com metas para Portugal de 75%, 10% e 40%, respetivamente, observaram os seguintes valores: 75,4%, 11,8% e 33,5% (73,4%, 12,6% e 33,5% em 2017).


Texto integral do Destaque
Download do documento PDF (344 Kb)
Quadros do Destaque
Excel Excel (Trimestral) (700 Kb)
Excel Excel (Anual) (425 Kb)
ZIP CSV (Trimestral) (63 Kb)
CSV CSV (Anual) (55 Kb)