Portal do Instituto Nacional de Estatística


Destaques


      
 

Síntese Económica de Conjuntura
Variação homóloga do PIB menos negativa no 4º trimestre de 2009. Indicador de consumo privado recupera e de investimento acentua diminuição em Dezembro. - Janeiro de 2010
18 de fevereiro de 2010

Resumo
Segundo as estimativas rápidas compiladas pelo EUROSTAT, o PIB da Área Euro (AE) e o da União Europeia (UE27) registaram respectivamente variações homólogas de -2,1% e -2,3% no 4º trimestre de 2009 (-4,0% e
-4,3% no 3º trimestre). Em Janeiro, os indicadores de sentimento económico e de confiança dos consumidores prolongaram o perfil ascendente observado nos meses anteriores na AE e na UE27. No mesmo mês, os preços das matérias-primas e no consumidor na AE aceleraram.
Em Portugal, de acordo com a estimativa rápida, o PIB apresentou uma variação homóloga de -0,8% no 4º trimestre de 2009, menos negativa que a do 3º trimestre (-2,5%), reflectindo o contributo positivo da procura externa liquida e a atenuação do contributo negativo da procura interna. O indicador de actividade económica manteve a trajectória de recuperação no 4º trimestre de 2009, iniciada no trimestre anterior. O indicador de consumo privado aumentou no 4º trimestre de 2009, em resultado do contributo menos negativo do consumo duradouro e da aceleração do consumo corrente. Em sentido contrário, no mesmo trimestre, o indicador de FBCF acentuou ligeiramente a sua variação negativa. Relativamente ao comércio internacional de bens, no 4º trimestre de 2009 observaram-se reduções homólogas das importações e das exportações menos significativas que as registadas nos trimestres anteriores (passando, do 3º para o 4º trimestres, de -17,9% para -7,1% no caso das importações e de -17,1% para -3,6% no caso das exportações). Por sua vez, o indicador de clima económico recuperou nos últimos três trimestres, embora de forma menos acentuada no 4º trimestre, mas voltou a diminuir em Janeiro.
No 4º trimestre de 2009 a taxa de desemprego foi de 10,1%, mais 2,3 p.p. que no trimestre homólogo, registando um novo máximo para a série iniciada em 1998. O emprego passou de uma variação homóloga de
-3,4% no 3º trimestre (taxa mais baixa da série iniciada em 1999) para -3,0% no 4º.
Em Janeiro, a variação homóloga mensal do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 0,1%, superior em 0,2 p.p. à do mês anterior, registando a primeira variação positiva desde Fevereiro de 2009. A evolução do IPC em Janeiro, reflectiu a variação homóloga menos negativa dos preços de bens, uma vez que os preços de serviços desaceleraram. O diferencial entre o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) da AE e de Portugal diminuiu em Janeiro (0,1 p,p.) relativamente ao mês anterior, situando-se em 0,9 p.p..

Texto integral do Destaque
Download do documento PDF (394 Kb)
 






Autentique-se para subscrever






                            Em conformidade com o nível 'AA' das WCAG 1.0 do W3C
CSE AELA SICAE SEE - Sistema Estatico Europeu ESS Vision 2020   UE - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional POCI Complete 2020 Portugal 2020