Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Aumentou a população que vive em alojamentos com falta de espaço
Rendimento e Condições de Vida
Privação habitacional - 2021
Aumentou a população que vive em alojamentos com falta de espaço - 2021
02 de agosto de 2022

Resumo

O Inquérito às Condições de Vida e Rendimento indica que em 2021, em Portugal, 10,6% das pessoas viviam em condições de insuficiência do espaço habitacional, proporção superior à verificada nos três anos anteriores, em que a taxa de sobrelotação da habitação se situava abaixo dos 10% (9,6% em 2018, 9,5% em 2019 e 9,0% em 2020).

Em 2021, à semelhança dos anos anteriores, o risco de viver numa situação de insuficiência do espaço habitacional era mais significativo para a população em risco de pobreza: 18,8% da população em risco de pobreza estava em situação de sobrelotação habitacional, o que compara com 8,7% na restante população.

A carga mediana das despesas em habitação, ou seja, a mediana da distribuição do rácio entre as despesas anuais com a habitação e o rendimento disponível do agregado, deduzindo as transferências sociais relativas à habitação em ambos os elementos da divisão, foi 10,5% em 2021, valor ligeiramente superior ao de 2020 (10,4%), mas inferior ao registado em 2018 (11,7%) e em 2019 (11,0%).

A taxa de sobrecarga das despesas em habitação foi 5,9% em 2021, registando um acréscimo de 1,8 p.p. em relação ao ano anterior (4,1%).


Destaque
Download do documento PDF (422 Kb)
Quadros
Excel Excel (52 Kb)
ZIP CSV (4 Kb)