Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Produto Interno Bruto em volume registou taxas de variação de 11,9% em termos homólogos e de 2,6% em cadeia
Contas Nacionais Trimestrais
Produto Interno Bruto em volume registou taxas de variação de 11,9% em termos homólogos e de 2,6% em cadeia - 1.º Trimestre de 2022
31 de maio de 2022

Resumo

O Produto Interno Bruto (PIB), em termos reais, registou uma variação homóloga de 11,9% no 1º trimestre de 2022 (5,9% no trimestre anterior). Esta evolução reflete um efeito de base, uma vez que, em janeiro e fevereiro de 2021, estiveram em vigor várias medidas de combate à pandemia que condicionaram fortemente a atividade económica. O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB aumentou significativamente no 1º trimestre, destacando-se o crescimento acentuado do consumo privado. O contributo positivo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB também aumentou, verificando-se um ligeiro abrandamento das Importações de Bens e Serviços em volume e uma aceleração das Exportações de Bens e Serviços, refletindo a forte recuperação da atividade turística. No 1º trimestre de 2022, a perda nos termos de troca, em termos homólogos, foi mais intensa, contribuindo para a deterioração do Saldo Externo de Bens e Serviços, que se situou em -3,5% do PIB (-2,7% do PIB no 1º trimestre de 2021). 

Comparando com o 4º trimestre de 2021, o PIB aumentou 2,6% em volume (crescimento em cadeia de 1,7% no trimestre anterior). A aceleração em cadeia do PIB foi determinada pelo contributo mais positivo da procura interna, refletindo a aceleração do consumo privado, devido sobretudo ao crescimento da despesa em diversas atividades de serviços, após o levantamento da generalidade das restrições à atividade económica impostas no contexto da pandemia COVID-19. O contributo da procura externa líquida manteve se ligeiramente positivo.


Destaque
Download do documento PDF (298 Kb)
Quadros
Excel Excel (637 Kb)
Excel Excel (283 Kb)
CSV CSV (43 Kb)
CSV CSV (15 Kb)