Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Proveitos triplicaram mas foram inferiores aos registados no período homólogo de 2020
Atividade Turística
Proveitos triplicaram mas foram inferiores aos registados no período homólogo de 2020 - Janeiro de 2022
14 de março de 2022

Resumo

O setor do alojamento turístico registou 853,2 mil hóspedes e 2,0 milhões de dormidas em janeiro de 2022, correspondendo a aumentos de 183,7% e 185,9%, respetivamente, superiores aos registados em dezembro passado, +148,9% e +169,7%, pela mesma ordem. Os níveis atingidos em janeiro de 2022 foram, no entanto, inferiores aos observados em janeiro de 2020, quando ainda não havia efeitos da pandemia, com reduções de 39,9% nos hóspedes e 38,8% nas dormidas.

Em janeiro, o mercado interno contribuiu com 857,7 mil dormidas (+104,5%) e os mercados externos totalizaram 1,1 milhões (+308,7%). Face a janeiro de 2020, registaram-se diminuições quer nas dormidas de residentes (-20,1%), quer nas de não residentes (-47,9%).

Os proveitos dos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 106,4 milhões de euros no total, dos quais 76,0 milhões de euros relativamente a aposento. Comparando com janeiro de 2020, os proveitos totais decresceram 39,1% e os relativos a aposento diminuíram 38,8%. O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 15,6 euros em janeiro (21,5 euros em dezembro). O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 65,4 euros em janeiro (73,8 euros em dezembro). Em janeiro de 2020, o RevPAR foi 24,9 euros e o ADR 67,2 euros. 

Em janeiro de 2022, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 912,3 mil hóspedes e 2,2 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 181,3% e 166,5%, respetivamente. 


Destaque
Download do documento PDF (359 Kb)
Quadros
Excel Excel (432 Kb)
ZIP CSV (120 Kb)