Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Número de casamentos aumenta e número de divórcios volta a diminuir; mortalidade infantil regista o valor mais baixo de sempre
Estatísticas Demográficas
Número de casamentos aumenta e número de divórcios volta a diminuir; mortalidade infantil regista o valor mais baixo de sempre - 2017
15 de novembro de 2018

Resumo

A situação demográfica em Portugal em 2017 continua a caracterizar-se pelo decréscimo da população residente, apesar da ligeira redução da mortalidade, do decréscimo da emigração e do aumento da imigração. O declínio populacional mantém-se desde 2010, embora se tenha atenuado nos quatro últimos anos.
O número de nascimentos foi 86 154 (nados-vivos), um decréscimo de 1,1% em relação a 2016 (87 126). Contudo, o índice sintético de fecundidade registou um aumento ténue para 1,37 filhos por mulher (1,36 em 2016), verificando-se, pelo quarto ano consecutivo, uma ligeira recuperação. A idade média das mulheres ao nascimento de um filho foi 31,2 anos (31,1 em 2016), enquanto a idade média ao nascimento do primeiro filho se manteve idêntica à observada em 2016 (29,6 anos).
O número de óbitos foi 109 758, reduzindo-se 0,7% relativamente a 2016 (110 573). O número de óbitos infantis foi 229, menos 53 óbitos que em 2016, o valor mais baixo observado em Portugal desde que há registos. A taxa de mortalidade infantil diminuiu para 2,7 óbitos por mil nados-vivos (3,2‰ em 2016).
Em 2017 realizaram-se em Portugal 33 634 casamentos, mais 3,8% que no ano anterior (32 399). A idade média ao primeiro casamento foi 33,2 anos para os homens e 31,6 anos para as mulheres (32,8 anos e 31,3 anos, respetivamente em 2016).
O número de divórcios reduziu-se 3,4% em relação ao ano anterior para 21 577. A idade média ao divórcio foi 46,7 anos para os homens e 44,5 anos para as mulheres. 
Estima-se que, durante o ano de 2017, tenham entrado em Portugal 36 639 imigrantes permanentes, mais 22,4%  que em 2016 (29 925), e tenham saído 31 753 emigrantes permanentes, menos 17,0% que em 2016 (38 273).
Em 2017, 23 320 estrangeiros adquiriram a nacionalidade portuguesa, um número inferior em 20,5% ao de 2016 (29 351): 18 022 aquisições da nacionalidade foram atribuídas a estrangeiros residentes em Portugal e 5 298 a residentes no estrangeiro.

 

Consulte a Publicação


Destaque
Download do documento PDF (471 Kb)
Quadros
Excel Excel (16 Kb)
CSV CSV (3 Kb)