Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Taxa de risco de pobreza foi de 18%
Rendimento e Condições de Vida
Taxa de risco de pobreza foi de 18% - 2011
13 de julho de 2012

Resumo
A população residente em risco de pobreza foi de 18,0% em 2010, segundo os resultados do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento (EU-SILC) realizado em 2011. Agravou-se ligeiramente a insuficiência de rendimento das pessoas em risco de pobreza face ao rendimento líquido monetário mediano, com uma taxa de intensidade da pobreza de 23,2% (22,7% no ano anterior). O impacto das transferências sociais (excluindo pensões) na redução do risco de pobreza diminuiu de 8,5 pontos percentuais (p.p.) em 2009 para 7,3 p.p. em 2010.
A taxa de risco de pobreza das famílias com crianças dependentes aumentou para 20,1%, mais 2 p.p. do que o valor registado para o total da população residente.
A privação material severa reduziu-se, atingindo 8,3% da população residente em 2011 face a 9,0% no ano anterior.
Aumentou ligeiramente o distanciamento entre a população com mais e menos recursos monetários. 

Destaque
Download do documento PDF (374 Kb)
Quadros
Excel Excel (78 Kb)
CSV CSV (5 Kb)