Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
A Informação Estatística do INE
Como é obtida
A informação do INE é obtida a partir de:
 
  • Inquéritos exaustivos (recenseamentos) em que todos os elementos de um universo são sujeitos a observação: Censos da População e da Habitação e Recenseamento Agrícola;
  • Inquéritos por amostragem em que são recolhidos os dados de uma amostra representativa do universo a observar. No processo de apuramento de resultados são usados métodos estatísticos que permitem extrapolar, para o universo, os dados resultantes da inquirição da amostra;
  • Fontes administrativas, em que são utilizados, para fins estatísticos, dados resultantes de procedimentos administrativos.

Os inquéritos do Instituto podem abranger variáveis para definição em termos quantitativos (respostas pedidas com referência a quantidades) ou em termos qualitativos (respostas pedidas com base em opiniões/perspetivas).
Quem responde aos inquéritos do INE

  • Organizações (do setor público e privado, empresas, associações, administração central e local, etc.);
  • Cidadãos selecionados pelo INE e previamente informados por escrito.
Como é feita a escolha de quem inquirir
Para a maioria dos inquéritos (excetuam-se os recenseamentos) organizaçõescidadãs/os são escolhidas/os com base em métodos de amostragem.
No caso das organizações a seleção é feita a partir da base de dados do INE (Ficheiro de Unidades Estatísticas) que contém informação sobre empresas e estabelecimentos, empresárias/os em nome individual, associações, organismos da Administração Pública, central e local, entre outros. Esta base - a mais vasta do nosso país, com mais de um milhão de registos - é constituída a partir dos dados de cadastro recebidos do Registo Nacional de Pessoa Coletiva. A sua atualização é feita com recurso a diversas fontes, de entre as quais se destacam a informação fiscal, os registos de pessoa coletiva, bem como as alterações conhecidas a partir dos inquéritos do INE.
No caso de cidadãs/os a seleção é feita a partir do Ficheiro Nacional de Alojamentos, o qual foi construído a partir da informação recolhida no Recenseamento Geral da População e da Habitação de 2011.
É obrigatória a prestação de informações, a título não remunerado, que forem solicitadas pelo INE no exercício das suas competências e no quadro de autoridade estatística que lhe é conferido por Lei.
Como responder ao INE
No caso das organizações a resposta pode ser enviada:
  • por via eletrónica, através de serviços disponíveis neste Portal.
  • por via postal, devolvendo ao INE os questionários preenchidos no envelope RSF que os acompanha;

Os cidadãos podem ser chamados a responder:

  • por entrevista direta, em sua casa, efetuada por entrevistadoras/es do INE, devidamente credenciadas/os para o efeito;
  • por autopreenchimento de questionários que lhes são deixados em casa (mas sempre com o apoio de um/a entrevistador/a).
  • por telefone e internet, processo que tem vindo a ser alargado a um número crescente de operações estatísticas.
Processo de Produção Estatística
A implementação de uma Operação Estatística obedece a um conjunto de fases devidamente identificadas no Manual de Processos da Produção Estatística, cuja síntese aqui se apresenta.
Resultados disponibilizados pelo INE

  • Estatísticas primárias obtidas a partir do tratamento de respostas aos diversos inquéritos às organizações e aos cidadãos;
  • Estatísticas derivadas – obtidas por agregação e/ou cruzamento de variáveis das estatísticas primárias e de outras fontes de informação nacionais e internacionais;
  • Estimativas de variáveis económicas e de população;
  • Projeções demográficas;
  • Estudos sobre fenómenos demográficos, sociais ou económicos.
Os resultados são disponibilizados em vários produtos - de acordo com o Calendário anunciado on line - dos quais se salienta o "Destaque", enviado aos órgãos de comunicação social e divulgado simultaneamente neste Portal.
A maioria da informação disponibilizada pelo INE está acessível neste Portal. Uma pequena parte dessa informação é também editada em publicações.
A disponibilização é feita de acordo com a periodicidade das operações estatísticas: mensal, trimestral, semestral, anual, quinquenal, decenal ou ocasional, no caso dos estudos.