Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

COVID-19: uma leitura do contexto demográfico e da expressão territorial da pandemia - Dados até 16 de dezembro
Indicadores de contexto para a pandemia COVID-19 em Portugal
COVID-19: uma leitura do contexto demográfico e da expressão territorial da pandemia - Dados até 16 de dezembro
18 de dezembro de 2020

Resumo

A expressão da pandemia continua a ser caracterizada por uma elevada heterogeneidade territorial. Alguns dos resultados apurados foram os seguintes:
• Na região Norte, o número de óbitos entre 9 de novembro e 6 de dezembro de 2020 foi 1,4 vezes superior ao observado no período homólogo de referência (média para o mesmo período dos anos 2015 a 2019), única região NUTS II a superar o valor médio nacional (1,26), destacando-se um conjunto de 16 municípios contíguos das sub-regiões Tâmega e Sousa, Ave e Área Metropolitana do Porto, onde o número de óbitos foi 1,5 vezes superior ao registado no período de referência.
• No dia 16 de dezembro, registaram-se em Portugal 27 409 novos casos nos últimos 7 dias. Entre 18 de novembro e 3 de dezembro verificou-se uma diminuição progressiva do número de novos casos de COVID-19 (últimos 7 dias), registando-se após aquela data ligeiras recuperações, mantendo-se, contudo, o número de novos casos abaixo dos 30 mil.
• Em Portugal, a 16 de dezembro de 2020, a taxa de incidência de COVID-19 a 14 dias foi 534, correspondendo ao número de novos casos confirmados de COVID-19 nos últimos 14 dias por cada 100 mil habitantes.
• A 8 de dezembro, data da última atualização de dados ao nível do município, apenas a região NUTS II do Norte (856 novos casos) superou a taxa de incidência de COVID-19 registada em Portugal (564 novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes).
• Os novos casos registados nos últimos 14 dias na região Norte representavam 53% do total de novos casos do país. Destacaram-se três sub-regiões desta região – Alto Tâmega, Ave e Cávado – por registarem mais de 1 000 novos casos por 100 mil habitantes, ainda que apresentando dinâmicas distintas: no Ave e no Cávado verificou-se uma redução do número de novos casos, enquanto o Alto Tâmega apresentou uma subida exponencial desde 10 de novembro.
• A 8 de dezembro, 25 municípios registaram um número de novos casos confirmados de COVID-19 (últimos 14 dias) por 100 mil habitantes superior ao limiar definido como de risco extremamente elevado (960 novos casos por 100 mil habitantes), dos quais 19 pertenciam à NUTS II Norte, representando 25% da população residente nesta região.
• O menor nível de concentração territorial de novos casos COVID-19 (últimos 14 dias) ocorreu a 8 de dezembro e o maior a 21 de junho, considerando o coeficiente de localização calculado semanalmente desde o dia 19 de abril. Até 21 de junho, a tendência foi no sentido de uma maior concentração dos novos casos registados a que se seguiu posteriormente uma redução da concentração.


Destaque
Download do documento PDF (4659 Kb)
Quadros
Excel Excel (279 Kb)