Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Preços da habitação desaceleram para 7,1%
Índice de Preços da Habitação
Preços da habitação desaceleram para 7,1% - 3.º Trimestre de 2020
22 de dezembro de 2020

Resumo

No 3º trimestre de 2020, o Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 7,1% em termos homólogos, 0,7 pontos percentuais (p.p.) abaixo do observado no trimestre anterior. Neste período, as habitações existentes registaram uma taxa de variação dos preços de 7,4%, superior à das habitações novas (5,8%).
Em relação ao 2º trimestre de 2020, o IPHab aumentou 0,5% (0,8% no 2º trimestre de 2020). Por categoria, os preços dos alojamentos existentes aumentaram 0,6%, acima do observado nos alojamentos novos (0,1%).
Entre julho e setembro de 2020 transacionaram-se 45 136 alojamentos, o que representa uma taxa de variação homóloga de -1,5% e um crescimento de 35,1% face ao trimestre anterior. Por meses, observaram-se variações homólogas de -2,6%, 0,0% e -1,8%, respetivamente, em julho, agosto e setembro. No trimestre de referência, o valor das habitações transacionadas atingiu aproximadamente 6,8 mil milhões de euros, mais 4,4% face a idêntico período de 2019. Agosto foi o mês com o maior crescimento do valor das transações, 7,3%, seguindo-se setembro (4,5%) e julho (2,1%).


Apesar das circunstâncias determinadas pela pandemia COVID-19, o INE apela à melhor colaboração das empresas, das famílias e das entidades públicas na resposta às suas solicitações. A qualidade das estatísticas oficiais, particularmente a sua capacidade para identificar os impactos da pandemia COVID-19, depende crucialmente dessa colaboração que o INE antecipadamente agradece.


Destaque
Download do documento PDF (569 Kb)
Quadros
Excel Excel (43 Kb)