Portal Oficial - Instituto Nacional de Estatística
      
 

Natalidade aumentou mas saldo natural manteve-se negativo
Estatísticas Vitais
Natalidade aumentou mas saldo natural manteve-se negativo - 2018
29 de abril de 2019

Resumo


Em 2018, nasceram com vida 87 020 crianças de mães residentes em Portugal. Este valor traduz um acréscimo de 1,0% (+866 crianças) relativamente ao ano anterior. Do total de nados-vivos, 55,9% nasceram “fora do casamento”, isto é, eram filhos de pais não casados entre si.
O total de óbitos de pessoas residentes em território nacional foi 113 000, representando um aumento de 3,0% (+3 242 óbitos) comparativamente a 2017. Do total de óbitos, 56 694 foram de homens e 56 306 de mulheres; 85,5% dos óbitos respeitaram a pessoas com 65 e mais anos de idade.
Portugal teve, assim, pelo décimo ano consecutivo, um saldo natural negativo (-25 980).
Verificaram-se 281 óbitos de crianças com menos de 1 ano (+52 que os registados em 2017), próximo do valor registado em 2016.
Celebraram-se 34 637 casamentos, mais 3,0% que no ano anterior (+1 003 casamentos). Em mais de metade dos casamentos (59,8%) os nubentes possuíam residência anterior comum. 67,1% dos casamentos entre pessoas do sexo oposto celebraram-se apenas civilmente e 32,5% pela forma católica.


Texto integral do Destaque
Download do documento PDF (593 Kb)
Quadros do Destaque
Excel Excel (31 Kb)
ZIP CSV (4 Kb)