Instituto Nacional de EstatísticaCensos 2011
 
     

Publicação

Pub censo 1960 

Questionários

QuestionĂ¡rios 1960

Legislação

 
1960 - 15 de Dezembro (X Recenseamento Geral da População)

Último censo realizado com base na Carta de Lei de 25 de agosto de 1887 e o Decreto-Lei n.º 41.962, de 17 de novembro de 1958, “mandou proceder ao 10.º Recenseamento da População”.
Publicaram-se pela primeira vez dados retrospetivos, comparando a população desde 1864. Foi publicado um volume para cada conjunto de variáveis, com apuramentos semelhantes aos do censo anterior.

As profissões e os ramos de atividade foram classificados com base em nomenclaturas internacionais – a CITP e a CITA.

A população foi classificada segundo a condição perante a atividade económica em três grandes grupos: população ativa, população inativa e estudantes. O primeiro grupo dividia-se em indivíduos com profissão, desempregados, a cumprir o serviço militar e indivíduos com ocupação. A população inativa era composta por reformados, inválidos e outros não especificados.

A idade considerada para determinação da população ativa baixou de 12 ou mais anos (idade considerada no Censo de 1950), para os 10 ou mais anos.

A população empregada foi pela primeira vez caraterizada segundo o grau de instrução e cruzou-se a profissão com a situação na profissão.

Foi definido o conceito de “condição socioeconómica”, definida pela relação entre a profissão, a situação na profissão, o ramo de atividade, o meio de vida, a idade e a instrução.
No ensino superior perguntou-se o curso frequentado.

As famílias foram classificadas pela primeira vez segundo uma tipologia: casal sem filhos, casal com filhos sem outros parentes, casal com filhos e outros parentes, pessoas com filhos sem outros parentes, pessoas com filhos e outros parentes, outras pessoas, pessoa isolada.

Foi observada a residência anterior: “se mudou de residência há menos de 1 ano indique a freguesia onde residia em 15-12-1959” e publicou-se a informação recolhida, que é vital para a determinação dos fluxos migratórios.

Na caraterização dos fogos, os alojamentos coletivos aparecem individualizados pela primeira vez, distinguindo-os dos alojamentos unifamiliares.

Segundo o Censo de 1960, a população residente era de 8.889.392 indivíduos, e no escalão etário dos 10 aos 14 anos, a população ativa com profissão era de 168.333, os desempregados que procuravam o primeiro emprego, 13.833 e os que procuravam novo emprego, 411. As famílias tinham um número médio de 3,8 indivíduos.

 


censos@ine.pt © 2009-2014, Instituto Nacional de Estatística

[D] Em conformidade com o nível 'A' das WCAG 1.0 do W3C