Metainformação

Nesta página encontra a principal metainformação associada ao indicador selecionado.
Pode consultar outra metainformação, no Sistema de Metainformação do INE, acedendo ao botão seguinte Sistema de Metainformação

 

 Custos e perdas financeiros (Série 2004-2007 - €) das Empresas
Característica Descrição
Designação Custos e perdas financeiros (Série 2004-2007 - €) das Empresas por Atividade económica (Subclasse - CAE Rev. 2.1) e Escalão de pessoal ao serviço; Anual
Periodicidade Anual
Fonte INE, Sistema de contas integradas das empresas
Primeiro período disponível 2004
Último período disponível 2007
Dimensões
  • Período de referência dos dados
  • Localização geográfica (Portugal)
  • Atividade económica (Subclasse - CAE Rev. 2.1)
  • Escalão de pessoal ao serviço
Conceitos
  • CUSTOS E PERDAS FINANCEIROS:  Todos os custos inerentes à utilização de capital alheio na atividade da empresa, tais como, juros de financiamento e descontos de títulos, perdas em empresas do grupo e associadas, amortizações de investimentos em imóveis, ajustamentos de aplicações financeiras, diferenças de câmbio desfavoráveis, descontos de pronto pagamento, e perdas na alienação de aplicações de tesouraria.
  • PESSOAL AO SERVIÇO:  Pessoas que, no período de referência, participaram na atividade da empresa/instituição, qualquer que tenha sido a duração dessa participação, nas seguintes condições: a) pessoal ligado à empresa/instituição por um contrato de trabalho, recebendo em contrapartida uma remuneração; b) pessoal ligado à empresa/instituição, que por não estar vinculado por um contrato de trabalho, não recebe uma remuneração regular pelo tempo trabalhado ou trabalho fornecido (p. ex.: proprietários-gerentes, familiares não remunerados, membros ativos de cooperativas); c) pessoal com vínculo a outras empresas/instituições que trabalharam na empresa/instituição sendo por esta diretamente remunerados; d) pessoas nas condições das alíneas anteriores, temporariamente ausentes por um período igual ou inferior a um mês por férias, conflito de trabalho, formação profissional, assim como por doença e acidente de trabalho. Não são consideradas como pessoal ao serviço as pessoas que: i) se encontram nas condições descritas nas alíneas a), b), e c) e estejam temporariamente ausentes por um período superior a um mês; ii) os trabalhadores com vínculo à empresa/instituição deslocados para outras empresas/instituições, sendo nessas directamente remunerados; iii) os trabalhadores a trabalhar na empresa/instituição e cuja remuneração é suportada por outras empresas/instituições (p. ex.: trabalhadores temporários); iv) os trabalhadores independentes (p. ex.: prestadores de serviços, também designados por "recibos verdes").
  • PERÍODO DE REFERÊNCIA:  Período de tempo a que a informação se refere e que pode ser um dia específico ou um intervalo de tempo (mês, ano fiscal, ano civil, entre outros).
  • ATIVIDADE ECONÓMICA:  Resultado da combinação dos fatores produtivos (mão de obra, matérias-primas, equipamento, etc.), com vista à produção de bens e serviços. Independentemente dos fatores produtivos que integram o bem ou serviço produzido, toda a atividade pressupõe, em termos genéricos, uma entrada de produtos (bens ou serviços), um processo de incorporação de valor acrescentado e uma saída (bens ou serviços).
  • EMPRESA:  Entidade jurídica (pessoa singular ou coletiva) correspondente a uma unidade organizacional de produção de bens e/ou serviços, usufruindo de uma certa autonomia de decisão, nomeadamente quanto à afetação dos seus recursos correntes. Uma empresa pode exercer uma ou várias atividades, em um ou em vários locais.
Definição A partir do ano de referência 2004, o Sistema de Contas Integradas das Empresas (SCIE) alterou de forma significativa a sua metodologia, aproveitando a informação fiscal recebida administrativamente. Os dados divulgados na publicação "Empresas em Portugal 2005" registaram uma relevante reformulação ao nível da produção das estatísticas das empresas, correspondendo a uma maior cobertura do universo empresarial e não sendo, portanto, diretamente comparáveis com os divulgados em edições anteriores. Estas alterações resultam essencialmente de dois fatores:
- Inclusão dos profissionais liberais;
- Utilização de informação exaustiva, em detrimento dos dados extrapolados do Inquérito Anual às Empresas.
Unidade de Medida (símbolo) Euro (€)
Potência de 10  0
Observações
Data da última atualização 03/06/2009


informação apresentada em 15/4/2024